Voz dos Adolescentes

4º Chat da REJUPE conta com representação internacional do Unicef

BRASÍLIA, 07 de junho, 2011 - Com o objetivo de aprofundar a discussão sobre o ‘Direito ao Esporte Seguro e Inclusivo’, tema em voga no país, dada a proximidade da Copa do Mundo de Futebol e das Olimpíadas e Paraolimpíadas, adolescentes da Rede Juvenil pelo Esporte (REJUPE) se juntaram para mais um bate-papo virtual sobre riscos e oportunidades que trarão os megaeventos esportivos ao Brasil. Desta vez, com a participação internacional de representantes do Unicef nos Estados Unidos, Inglaterra, Argentina e Panamá.

Por mais de uma hora, respondendo às perguntas lançadas pelos moderadores do 4º Chat da Rede, os participantes compartilharam suas percepções sobre a necessidade de ações mais engajadas, em âmbitos local, regional e nacional, que rumem para a garantia do esporte enquanto direito fundamental e, portanto, essencial à vida de todo ser humano.

Em um diálogo aberto e democrático, adolescentes de 10 estados brasileiros ressaltaram a expectativa de que autoridades brasileiras ‘olhem com mais carinho’  para o assunto em questão e frisaram a importância da união dos jovens para ‘fazer a diferença’ no contexto nacional, como expressou Aline Czezacki, do Paraná. Para tanto, a ideia, unânime entre os integrantes da REJUPE, é expandir a atuação e abrangência da Rede, que recebeu o reconhecimento de Jorge Olague, Gerente Regional de Parcerias e Setor Privado do Unicef/Panamá. ‘Estão todos e todas de parabéns pela iniciativa da Rede, muito importante para a mobilização de vocês’, interveio.

Aproveitando a participação de Valerio Iovine, Oficial de Programas da Comissão Nacional do Reino Unido, representante do Unicef/Inglaterra, país sede das Olimpíadas de 2012, os adolescentes quiseram saber sobre o envolvimento da população juvenil inglesa nos debates que acompanham os preparativos dos jogos e também sobre o apoio recebido pelo Unicef. Ao se informarem sobre a inclusão de jovens como voluntários do megaevento em Londres, muitos manifestaram o desejo de que o mesmo aconteça no Brasil. Além disso, o Unicef desenvolve parcerias de trabalho com os adolescentes para a criação de eventos locais e mobilização de diferentes atores e gestores públicos. Ao que tudo indica, considerado o entusiasmo dos rejupeanos, exemplos a serem replicados no Brasil com muito sucesso.

 
Copyright © 2017 Voz dos Adolescentes - Portal brasileiro da participação cidadã dos adolescentes. Todos os direitos reservados.