Voz dos Adolescentes

Adolescentes protagonizam debate sobre direitos humanos na Bahia

FEIRA DE SANTANA, 12 de agosto, 2011 - O Diretor de Projetos do Instituto Internacional para o Desenvolvimento da Cidadania (IIDAC), Gilbert Scharnik, participa do 1º Encontro Baiano A Voz dos Adolescentes do Semiárido, que acontece até amanhã, em Feira de Santana (BA).

O evento reúne 110 meninos e meninas de 14 a 17 anos, representantes de 50 municípios do sertão brasileiro, com o intuito de incentivar o debate e a participação cidadã dos adolescentes no desenvolvimento de ações para a melhoria das condições de vida no Semiárido, região marcada pelos piores indicadores sociais do país.

A expectativa é que, a partir do encontro, sejam formados e fortalecidos grupos de adolescentes dispostos a discutir possíveis soluções para os problemas que afetam a população infanto-juvenil daquela região, identificar necessidades, anseios e propor recomendações que efetivem a proteção, defesa e garantia dos direitos humanos.

Durante todo o dia, foram realizadas oficinas, palestras, dinâmicas de grupo e produzidas peças de comunicação que ilustram, com uma linguagem juvenil, o que diz a voz dos adolescentes sobre temas que envolvem suas vidas.

Na ocasião, o UNICEF, representado pela Especialista de Comunicação Andréia Neri, e a Agência Mandacaru de Comunicação e Cultura trataram do tema do direito à comunicação para e com os adolescentes. A Organização Internacional do Trabalho (OIT) conduziu um painel sobre a Agenda Bahia do Trabalho Decente, tratando da temática do trabalho infantil e trabalho decente para os adolescentes.

Em uma rodada de diálogo, intermediada por Gilbert Scharnik, os participantes puderam conhecer iniciativas desenvolvidas pelo Comitê de Adolescentes do Pacto Nacional ‘Um Mundo Melhor para a Criança e o Adolescente do Semiárido', representado por Fagner Lima e Gabriele dos Santos. Fagner representou o Brasil no G8, evento que reuniu adolescentes de 12 países e onde foram apresentadas as propostas para garantir os direitos infanto-juvenis aos presidentes dos países do G8. Na ocasião, o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu, em Roma, os adolescentes representantes brasileiros.

Na atividade também foi apresentada, pelos representantes baianos Malena Portela de Oliveira e Patrick Santos de Santana, a Rede Juvenil pelo Esporte (REJUPE), criada por adolescentes, em parceria com o Unicef e o IIDAC, durante o Encontro dos Adolescentes pelo Direito ao Esporte Seguro e Inclusivo, no Rio de Janeiro, em abril. Malena e Patrick têm protagonizado há quatro meses, no estado, ações de mobilização para a expansão da REJUPE, um canal de comunicação para a troca de experiências e aproximação da população juvenil ao debate sobre políticas públicas e iniciativas que promovam a garantia de direitos, sobretudo ao esporte.

O 1º Encontro Baiano A Voz dos Adolescentes do Semiárido é fruto da parceria entre o Comitê Gestor Estadual do Pacto do Semiárido, a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), o Movimento de Organização Comunitária (MOC), o Instituto Simões Filho (ISF), a Agência Mandacaru de Comunicação e Cultura (AMAC) e o Instituto Internacional para o Desenvolvimento da Cidadania (IIDAC).

 

Foto: Manuela Cavada/UNICEF

 
Copyright © 2017 Voz dos Adolescentes - Portal brasileiro da participação cidadã dos adolescentes. Todos os direitos reservados.