Voz dos Adolescentes

Observatório como fonte renovadora

NAZARÉ DA MATA (PE), 16 de setembro, 2011 - Palavra e ação. Estes  são os dilemas vividos pela sociedade pernambucana hoje, principalmente quando se envolve crianças e adolescentes. O ambiente atual é bastante diversificado, um mosaico da desigualdade, violência, criminalidade. Não podemos esperar ações e práticas  serem realizadas, temos que buscá-las e fazê-las. O Observatório Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente de Pernambuco vem para reivindicar e apontar os problemas e deficiências das leis vigentes, criticando a situação social que põe em risco a integridade de nossas crianças e da juventude, tentando resolvê-las com uma perspectiva de liderança destacável.

O Observatório no núcleo de Pernambuco acionou e protagonizou projetos sociais em prol da disseminação das normas do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente),tendo como ponto de culminância os adolescentes e as crianças, promovendo uma mostra científica no IPA 2010 (Incentivo à Pesquisa Aplicada) da Escola de Aplicação Professor Chaves, no município de Nazaré da Mata, na Zona da Mata Norte do estado de Pernambuco. A mostra teve como tema a função do OBS hoje, no contexto da sociedade modernizada, onde muitas vezes o

trabalho infantil e a violência permeiam a situação atual. Foram feitas brincadeiras lúdicas para com os estudantes da educação infantil do município, que foram contemplar a feira. Já para o ensino médio e fundamental, foi feita uma apresentação teórica dinamizada, mostrando o decorrente perigo que correm nossa crianças, alertando também, para as leis mais desconhecidas e importantes, dando prioridade ao incentivo à denúncia de casos de infração ao ECA.

Ao longo do ano , foram feitas pesquisas sobre o consumo de drogas lícitas, como a bebida alcoólica, que tinham como objetivo obter dados quantitativos sobre determinado assunto, para sabermos se o ECA estava tendo suas leis cumpridas, tanto no âmbito familiar, quanto no educativo e de lazer. Nossa conclusão foi de que, adolescentes na faixa de 13 à 17 anos já tinham ingerido algum tipo de bebida lícita alcoólica, onde grande parte o fez em casa, geralmente em festas de fim de ano e de comemorações familiares. Uma outra parcela havia comprado em bares, mesmo sendo menores de idade, alguns sob a influência de amigos. Vimos a partir desses resultados, que o conselho tutelar estava em falha com a população,e que o Observatório precisava tomar uma atitude concreta e que atingisse a todos, como maneira de enfrentamento a situação caótica que perfazia o ambiente de nossos jovens. Os novos projetos a serem realizados pelo OBS serão a ‘‘Campanha contra o alcoolismo’’, tendo como ponto focal os jovens, e a ‘‘Ação Escola’’, uma parceria entre o OBS  com a Escola de Aplicação Professor Chaves, sedia o núcleo pernambucano do Observatório, onde uma campanha de doação de alimentos iria ser criada para a ação beneficente nos bairros pobres de Nazaré da Mata, onde seria feita uma conscientização sobre a Higiene Pessoal e Nutrição. Em tais locais, além da distribuição de alimentos, ocorreria a também, a distribuição de itens de higiene pessoal. O Observatório tem como intuito exercer a cidadania através de boas práticas, conscientizando e informando a população sobre o ECA, incentivando-os a propagar também, tais ideais, exercendo também (através da denúncia), a cidadania ativa.

 
Copyright © 2017 Voz dos Adolescentes - Portal brasileiro da participação cidadã dos adolescentes. Todos os direitos reservados.